Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MEU ALENTEJO

ESTE BLOG E DEDICADO AO ALENTEJO E A MINHA TERRA QUE SE CHAMA "ALMODÔVAR"

ESTE BLOG E DEDICADO AO ALENTEJO E A MINHA TERRA QUE SE CHAMA "ALMODÔVAR"

MEU ALENTEJO

26
Mar09

Rally de Portugal no Concelho de Almodôvar

silvia

26
Mar09

Almodôvar

silvia


 O vasto concelho de Almodôvar marca a transição entre as planícies do Alentejo e o Algarve, separados pela zona montanhosa da Serra do Caldeirão.

Região de escassa densidade demográfica, o concelho é predominantemente agrícola e os seus principais produtos são a cortiça, o queijo de cabra, o mel e a aguardente feita com medronho silvestre.

A sede do concelho, Almodôvar, é uma vila caracteristicamente alentejana, com uma grande Igreja Matriz, do século XVIII, a abrigar um sumptuoso altar, e a igualmente rica Igreja da Misericórdia, com o altar-mor em talha dourada e paredes pintadas com motivos decorativos.

O antigo Convento de São Francisco, do século XVII, embora muito deteriorado e abandonado, possui um claustro interessante.

Em redor de Almodôvar foram descobertos inúmeros vestígios arqueológicos, como os testemunhos pré-históricos encontrados em Monte do Guerreiro, Monte das Antas dos Mouriços, etc., e os vestígios da época romana de Castelinho e Monte do Castelejo, entre outros.

O artesanato local oferece as conhecidas mantas de lã e de retalhos, trabalhos em madeira e cortiça, cestaria e artigos de cartucheira, pois a caça é um passatempo muito apreciado aqui.

A gastronomia local reflecte esse gosto e apresenta uma deliciosa açorda de perdiz e uma saborosa sopa de lebre, mas há também especialidades típicas do Alentejo como o suculento ensopado de borrego.

25
Mar09

A Lenda de Almodôvar

silvia

Os milagres do Sr. Jesus do Calvário tornaram-se conhecidos por todo o país. Este facto aguçou a cobiça dos das redondezas no sentido de querer roubar a imagem milagrosa, para isso fizeram um plano. Certo dia de lindo sol, dirigiram-se a Almodôvar muitos cavaleiros armados de lança e espada, para levarem de qualquer maneira a imagem do senhor Jesus do Calvário. Quando se aproximavam já de Almodôvar, operou-se um milagre que ficou na história da vila que viria a dar-lhe o nome. Um nevoeiro muito cerrado ocultou por completo a vila e não deixava ver nada; nem sequer um plano um palmo à frente do nariz, como se costuma dizer. Os guerreiros que não conseguiam ver nada, passaram de lado e não puderam levar consigo o Senhor Jesus do Calvário. Mas os habitantes ouvindo apenas o barulho das patas dos cavalos vieram à s janelas para ver, mas como estava muito nevoeiro nada puderam ver. No dia seguinte, quando souberam o que tinha acontecido, atribuíram o milagre ao Cristo Crucificado da sua devoção e fizeram logo uma grande procissão com o Senhor, pelas ruas da vila todas engalanadas e cheias de flores. Ainda hoje, esta imagem é muito venerada pelo povo e conserva-se no mesmo local, embora mais cuidado. Todas as noites se encontram no local muitas velas acesas pelos fiéis que receberam benefícios espirituais ou materiais por intermédio do Senhor Jesus do Calvário. Por esta razão, diz a lenda , passou a chamar-se a Almodôvar “ Vila Negra”.A Vila Negra

16
Mar09

Paisagem Alentejana

silvia

Paisagem Alentejana

 

Horas mortas... Curvada aos pés do Monte
A planície é um brasido e, torturadas,
As árvores sangrentas, revoltadas,
Gritam a Deus a benção duma fonte!

E quando, manhã alta, o sol posponte
A oiro a giesta, a arder, pelas estradas,
Esfíngicas, recortam desgrenhadas
Os trágicos perfis no horizonte!

Árvores! Corações, almas que choram,
Almas iguais à minha, almas que imploram
Em vão remédio para tanta mágoa!

Árvores! Não choreis! Olhai e vede:
-Também ando a gritar, morta de sede,
Pedindo a Deus a minha gota de água!

De: Florbela Espanca

Pág. 1/3

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D