Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MEU ALENTEJO

ESTE BLOG E DEDICADO AO ALENTEJO E A MINHA TERRA QUE SE CHAMA "ALMODÔVAR"

ESTE BLOG E DEDICADO AO ALENTEJO E A MINHA TERRA QUE SE CHAMA "ALMODÔVAR"

MEU ALENTEJO

16
Mar09

Barragem do Alqueva

silvia

Construída para garantir a existência de uma reserva estratégica de água e secundariamente para produzir electricidade e possibilitar a rega agrícola, esta gigantesca barragem constitui o maior lago artificial da Europa, fazendo transbordar o leito do Guadiana desde as proximidades de Mourão até Portel, Terena e Juromenha. O início de vida do maior lago artificial da Europa foi a 8 de Fevereiro de 2002 quando as comportas da barragem foram encerradas. Esta subida do nível das águas fez desaparecer um habitat único nas margens do Guadiana, composto por moinhos de submersão, açudes e mesmo gravuras paleolíticas ao ar livre.

12
Mar09

Lenda da Rocha (Freguesia de Santa Cruz)

silvia

Reza a lenda que ao pé da Ermida da Nossa Senhora da Encarnação existe uma capela com outra Santa., a Nossa Senhora da Lapa. Junto da capela da N. Senhora da Lapa, ainda hoje existe uma rocha à qual os habitantes da freguesia chamam de milagrosa. Contam os mais velhos que quando tinham dores de cabeça se dirigiam à N. Sra. Da Lapa, davam nove voltas à capela “sempre a rezar”, batiam nove vezes com a cabeça na rocha para que a dor passasse, o que criou na rocha uma cavidade com o formato de uma cabeça.

12
Mar09

Lenda do Nevoeiro Denso “Vila Negra”

silvia

 

Os milagres do Sr. Jesus do Calvário tornaram-se conhecidos por todo o país. Este facto aguçou a cobiça dos das redondezas no sentido de querer roubar a imagem milagrosa, para isso fizeram um plano. Certo dia de lindo sol, dirigiram-se a Almodôvar muitos cavaleiros armados de lança e espada, para levarem de qualquer maneira a imagem do senhor Jesus do Calvário. Quando se aproximavam já de Almodôvar, operou-se um milagre que ficou na história da vila que viria a dar-lhe o nome. Um nevoeiro muito cerrado ocultou por completo a vila e não deixava ver nada; nem sequer um plano um palmo à frente do nariz, como se costuma dizer. Os guerreiros que não conseguiam ver nada, passaram de lado e não puderam levar consigo o Senhor Jesus do Calvário. Mas os habitantes ouvindo apenas o barulho das patas dos cavalos vieram à s janelas para ver, mas como estava muito nevoeiro nada puderam ver. No dia seguinte, quando souberam o que tinha acontecido, atribuíram o milagre ao Cristo Crucificado da sua devoção e fizeram logo uma grande procissão com o Senhor, pelas ruas da vila todas engalanadas e cheias de flores. Ainda hoje, esta imagem é muito venerada pelo povo e conserva-se no mesmo local, embora mais cuidado. Todas as noites se encontram no local muitas velas acesas pelos fiéis que receberam benefícios espirituais ou materiais por intermédio do Senhor Jesus do Calvário. Por esta razão, diz a lenda , passou a chamar-se a Almodôvar “ Vila Negra”.

12
Mar09

Lenda do Castelinho (Freguesia de Santa Clara-a-Nova)

silvia

 

Uma vez, uma mulherzinha, que vivia no Castelinho, freguesia de Sta. Clara-a-Nova, concelho de Almodôvar, estava a coser as meias de seu marido, sentada ao sol que aquecia muito nesse dia. De repente apareceu-lhe uma senhora que se dizia ser sua vizinha e lhe pediu lume. A mulherzinha ficou muito admirada e surpreendida, pois não conhecia ninguém naquele local e, muito menos vizinho. Depois de muita conversa, a senhora que era moura, disse-lhe:
-Ó vizinha, venha conhecera minha casa que fica aqui perto. Verá que vai gostar!...Eu tenho mesmo muito gosto em oferecer-lhe a minha casa e mostrar-lha. A mulherzinha, levada pela curiosidade levantou-se e seguiu a moura.
Pelo caminho as duas mulheres continuaram conversando e a moura a certa altura, como segredando-lhe ao ouvido: -Vizinha não se admire de nada do que veja nem tenha medo de nada nem fale em Deus. Quando chegaram junto da casa da moura, entraram e a mulherzinha viu tudo bem visto, “obsequiou” tudo e notou que ela tinha tudo de ouro , prata e cobre. Estava tudo tão bem arrumado e limpo; Mas a casa era debaixo da terra.
Quando já tinha visto tudo bem a moura disse-lhe: agora vou apresentar-lhe o meu marido; mas não se assuste, não tenha medo nem diga nada. Conforme a moura abriu a porta do quarto onde estava o marido, que era metade lagarto metade homem, exclamou assustada e, instintivamente disse: -Ai! Valha-me Deus Nossa Senhora!...
Então a moura, muito triste e chorosa, apenas lhe respondeu: Ai, minha tirana! Encantaste-me por mais cem anos!...Dobraste o meu encantamento!...
De repente, fez-se muito escuro. A moura chorosa, pegou-lhe pela mão e veio traze-la à porta de sua casa, passado três dias morreu de desgosto.ALENTEJO

12
Mar09

Alentejanos

silvia

Uma técnica do IFADAP bate a uma porta Anedotas de Alentejanosnum montezinho perdido no interior do Alentejo e pergunta ao agricultor...
- Esta terra dá trigo?
- Nassenhora - responde o alentejano.
- Dá batata?
- Tamem não!
- Dá feijão?
- Nunca deu um!
- Arroz?
- De manera nenhuma!
- Milho?
- Tá a gozar comigo?!
- Quer dizer que por aqui não adianta plantar nada?
- Ah! Se plantar já é diferente...

 

 

Anedotas de Alentejanos


Um rapaz Alentejano vai

trabalhar para um daqueles grandes Hipers na América e ao fim do primeiro dia o chefe pergunta-lhe quantas vendas tinha feito.
- Uma.
- Uma venda? Isso é muito mau!!! Os meus vendedores normalmente fazem entre 25 a 30 vendas por dia! Ora diz lá de quanto foi a venda...
- 757.326,45 dolares...
- O quê?????? Mas afinal o que é que vendeste?????
- Ora, primeiro vendi ao freguês um anzol pequeno, depois um anzol Médio, e a seguir um anzol grande!...Com tanto anzol vendi-lhe uma cana de pesca!...Perguntei onde é que ele ia pescar e ele disse para a costa. Claro que lhe expliquei que para a costa era melhor ter um barco! Então levei-o à secção de barcos de recreio e vendi aquele Silver Esprit com os dois outboard que o gajo até se passou... Conversa puxa conversa e ele disse que o carro dele era um Fiat Uno... e eu disse-lhe que para puxar o barco ele precisava dum 4x4! Então fomos direitinhos ao stand e vendi-lhe aquele Range Rover que lá
estava.
- Muito bem! Deves ser mesmo bom para venderes isso tudo a um gajo que só queria um anzol pequeno!!!
- Qual anzol qual quê!!! Ele só cá vinha comprar uma caixa de TAMPAX para a mulher... e eu disse-lhe "já que tem o fim de semana lixado, mais vale ir à pesca..."Anedotas de Alentejanos

11
Mar09

Um alentejano

silvia

Um alentejano vai no comboio regional e dá-lhe uma grande "caganera". Vai para o WC mas está fechado... decide aliviar-se no corredor...
Entretanto chega o revisor e diz:
- "Sinto muito, mas vai ter de me acompanhar, e vou ter de dar parte ao chefe"
Ao que o alentejano responde:
- "Concerteza, e por mim até a pode dar toda..."[alentejano1.jpg]

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D