Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MEU ALENTEJO

ESTE BLOG E DEDICADO AO ALENTEJO E A MINHA TERRA QUE SE CHAMA "ALMODÔVAR"

ESTE BLOG E DEDICADO AO ALENTEJO E A MINHA TERRA QUE SE CHAMA "ALMODÔVAR"

MEU ALENTEJO

01
Mai10

CONCURSO DE FOTOGRAFIA - FONTANÁRIOS DO ALENTEJO

silvia

 

CONCURSO DE FOTOGRAFIA - FONTANÁRIOS DO ALENTEJO
O Prémio Casa do Alentejo 2010, promovido por aquela associação regionalista por ocasião do seu 87.º aniversário, é dedicado à fotografia dos "Fontanários do Alentejo".
Este concurso pretende dar continuidade à promoção da cultura da cultura alentejana e, simultaneamente, oferecer aos fotógrafos a oportunidade de revelarem o seu talento.
O concurso é aberto a todos os fotógrafos amadores e profissionais que podem apresentar, de 1 a 31 de Maio, trabalhos a cores e/ou a preto e branco.

Para mais informações consulte o sítio da Casa do Alentejo e conheça o Regulamento

01
Mai10

Alentejo

silvia

Alentejo

ALENTEJO PLANÍCE DOURADA.
COM TEUS CAMPOS FLORIDOS.
OUTRA BELEZA NÃO HÁ IGUAL!
ÉS PINTURA DA NATUREZA.
QUE TEM O NOSSO PORTUGAL.

QUANDO CHEGA A PRIMAVERA
COMO É BELO O QUE VEJO.
SÃO AS CORES DO ARCO IRIS
CORES DO NOSSO ALENTEJO

ALENTEJO É UMA AGUARELA.
QUE DEUS MANDOU PINTAR!
É DAS TELAS MAIS BELAS,
QUE SE PODE ADMIRAR.

ALE...NTEJO TUAS VILAS E ALDEIAS,
são COM PINTURA ORIGINAL
CASAS DE BRANCO E AZUL CAIADAS
NOUTRA REGIÃO NÃO HÁ IGUAL.

 

Leo Marques

glitzer_linie/floralbar-010.gif

01
Mai10

Musa...

silvia

Musa...

Esta noite sonhei
Não um sonho qualquer
Sonhei com um malmequer
Abraçando
uma papoila
Vistosa e casadoira
Esta noite vislumbrei
O meu
país ausente
Remava contra corrente
Nas mãos molhos de cravos
Amarelos
e vermelhos
Atados por fita verde
No meu sonho tinha sede
De
água cristalina
Bebida numa campina
Nos campos do Ribatejo
Che...irar
o doce poejo
Ali no meu Alentejo
Dou um passo e logo vejo
O
leito do rio Tejo
A seguir a Estremadura
Mostra-se feito moldura
De
uma tela de Malhoa
Deixo para trás Lisboa
E rumo a Trás os Montes
No
Minho há tantas flores
São mulheres de tez clara
Olhos verdes ,
vistosa cara
Cheguei então ao Porto
A Ribeira feita Horto
O
mercado das saudades
Inspira tantas canções
Agora estou em Viseu
Agradeço
olhando o céu
Por esta terra de sol
Dou por mim estou no farol
De
uma ilha dos Açores
O seu nome será Pico
Pasmada por ali fico
Preciso
ir à Madeira
Abraçar uma bordadeira
Quem sabe me borde a chave
E
me leve para o Algarve
Num bordado celestial
Meu país é pedestal
Dos
meus sonhos, minha musa
Adoro esta terra confusa
Por fim acordei
De
seguida eu chorei
Encontrei-me na Planície
Lá atrás na meninice
Olhando
as nuvens que passam
São as mãos que nos enlaçam
Gentes de norte a
sul

 

Antonia Ruivo

 

http://www.escritatrocada.blogspot.com/#ixzz0mbdF9lWP

 

01
Mai10

À procura de um poema

silvia

À procura de um poema
Percorri sete partidas
Naveguei por sete mares...
Será que valeu a pena?
Que vale a pena lutar?
Poucas respostas sabidas
Medrança no perguntar.
Quem quiser vida sonhada
Muito deve caminhar
E quem procura poemas
Nunca mais irá parar.
Mas será que vale a pena?
Que vale a pena lutar?
Poucas r...espostas sabidas
Medrança no perguntar.

( autor - Francisco José Lampreia )

01
Mai10

Lágrimas de uma rosa

silvia

Lágrimas de uma rosa
As rosas também choram
Eu vi,
Uma rosa vermelha
Chorar por ti,
Foi numa manhã
Quando acordou,
Ela não te viu
Por ti chorou.


Acidália Nunes Sabóia Lopes...poema escrito no Torrão em 1987 ( publicado no seu único livro Poemas e Nostálgia ) Acidália nasceu em 1935

z-2520met2520roos.gif

 

 

01
Mai10

nas barragens hás garças

silvia

nas barragens hás garças
nas praias há as gaivotas
no litoral há o polvo
no interior a bolotas

existe o Alentejo da praia
litoral e povoado
é lindo e também gosto
mas prefiro o outro lado

tem gaivotas a voar
e gente de toda a raça
no litoral a o peixe
no interior há a caça

o nosso Alentejo tem
porco preto de bandeira
dizem aqu...eles que comem
é bom de qualquer maneira

Baco é o Deus do vinho
disso nos orgulhamos
não há no mundo outro igual
como o vinho alentejano

 

 

Idalina Silva

 

01
Mai10

Talvez um dia...

silvia

Talvez um dia...

Talvez um dia te faça um poema...!

Talvez um dia te conte um conto...!

Porém, as letras vestem de espanto

Todas as rimas do mesmo tema...

Talvez um dia te faça um poema

Com as quatro letras da minha sina;

Cheio de graça, de sacarina

Vinda dos trechos de um nobre tema...

Talvez um dia seja um soneto

Que te descre...ve como eu te vejo...

Falo de amores, de um terno beijo

E das palavras a branco e preto...

Talvez um dia...!

António Prates
(In Sesta Grande)

01
Mai10

Olhando uma criança

silvia

Corre-me o pensamento
atrás de doce esperança!
estendo as mãos, os dedos,
e solto os meus segredos:
Ter assim um filho,
eis meu desejo,
como aquele menino
que ali vejo.

Eu não acredito!
Eu não compreendo!
Que haja homens ou senhoras
que não desejem crianças,
moreninhas ou louras,
como aquela que estou vendo!

Francisco Miguel Duarte, poeta de Baleizão ( 1908- 1988 )

01
Mai10

Associação Ajuda a Sorrir de Almodôvar convida (CAMINHAR E REZAR )

silvia

CAMINHAR E REZAR

Uma iniciativa que irá decorrer nas segundas-feiras do mês de Maio que consiste no seguinte:

Um grupo de pessoas voluntárias, que vão ao encontro dos irmãos que habitam nas proximidades dos cinco nichos, e que a maior parte deles não se podem deslocar à igreja, e com eles vamos rezar uma dezena. em cada nicho

Em primeiro lugar vamos convidar pessoas dos arredores dos cinco nichos para a hora marcada estarem no sítio para rezarmos com eles.  

Esta nossa iniciativa tem como 1º objectivo, caminhando e rezando ir ao encontro dos nossos irmãos que não se podem deslocar.

Assim sendo vamos começar no Espírito Santo às 18h 15 m, seguimos para Santa Rufina, S. Pedro, Mártir e Santo e vamos acabar na senhora da Boa Viagem junto ao Jardim da Estação.

Quem puder e quiser fazer o trajecto todo, teremos muito prazer na sua companhia,

Esperamos por si , esperamos a participação de todos os que possam    

Agradecemos desde já a todas as pessoas que nos acompanharem nesta caminhada

Assim como a  todos quantos tornaram possível esta iniciativa

 

Grupo Sócio Caritativo

E

Associação Ajuda a Sorrir

 

Almodôvar

Pág. 8/8

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D