Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MEU ALENTEJO

ESTE BLOG E DEDICADO AO ALENTEJO E A MINHA TERRA QUE SE CHAMA "ALMODÔVAR"

ESTE BLOG E DEDICADO AO ALENTEJO E A MINHA TERRA QUE SE CHAMA "ALMODÔVAR"

MEU ALENTEJO

22
Mar11

Descobrir, Ouvir e Sentir Almodôvar” no Centro Comercial Colombo

silvia

 

Descobrir, Ouvir e Sentir Almodôvar”

 

no Centro Comercial Colombo

 

Com as Flores do Campo de Almodôvar

 

meu tio Chico o da direita quis estar tambem presente

 no centro Comercial Colombo em Lisboa a apreciar

Os produtos tradicionais, o artesanato e os usos

e costumes de ( Almodôvar ) sua terra Natal.......

 

O meu tio Chico o segundo  da direita nao qui faltar

aos cantares da sua terra Natal ( Almodôvar )

no centro comercial Colombo em Lisboa

onde reside a 58 anos ........................ 

 

 

Descobrir, Ouvir e Sentir Almodôvar”

 

 Os produtos tradicionais, o artesanato e os usos

e costumes de Almodôvar

no Centro Comercial Colombo em Lisboa

 

Com o Grupo Coral as Flores do Campo de Almodôvar

 

Descobrir, Ouvir e Sentir Almodôvar”

 

 no Centro Comercial Colombo em Lisboa

 

Com as Flores do Campo de Almodôvar

21
Mar11

Orgulho Alentejano...

silvia
Orgulho Alentejano...

Tenho muito prazer
Em ter nascido alentejana
Bem alto quero dizer
Que serei até morrer
Sua princesa raiana

Nos caminhos do alentejo
Embarco a saudade
Mais forte que o desejo
Sinto sempre que o vejo
Sua grandeza e liberdade

O orgulho é poderoso
O semtimento nâo engana
Num processo tâo moroso
O coração fica vaidoso
Por ter nascido alentejana

Debaixo do sol abrazador
Dà realidade à fantasia
È tâo bom sentir o calor
E por ele ter amor
Alentejo tem magia

M.Medeiros
 

21
Mar11

O ABRAÇO DESEJADO!

silvia

Mais ‘ma Primavera linda! Dando sinais que chegava
Quis saber se era bem – vinda! Se alguém por ela esperava!

Pernoitou no coração! Dum grupo de cantadeiras
Que deram largas à emoção! Como amigas verdadeiras!

Deixaram de lado as cantigas! E espalhando alegria à toa
Este grupinho de amigas! Rumaram até Lisboa!

Braço dado com a Primavera! Lá atravessaram o Rio
E a Rosa que estava à espera! Sentiu no peito um arrepio!

Ramo de flores já cansado! Do calor, do Rio e seu balançar
Ficou na foto gravado! P’ra mais tarde recordar!

A alegria se instalou! Houve pastéis pelo ar
E a Primavera gostou! De nas vésperas vir espreitar!

E assim num encontro marcado! Junto aos Pastéis de Belém
Cumpriu-se assim novo fado! De quem se quer tanto bem!

Rosa Dias
20-3-2011
 
Poema feito pela Rosa Dias para as
Cantadeiras Alma Alentejana

21
Mar11

FELIZ DIA DE PRIMAVERA 21.03.2011

silvia
Caminhadas no alentejo...

Caminhadas no alentejo
Jà as dei vezes sem fim
Agora raramente vejo
Pouco mato o meu desejo
Sinto saudades dentro de mim

De alpercatas enfiadas
Atravessei matagàis
Com as costas escaldadas
Vi as coisas mal paradas
Quando o sol queimava mais

Sâo tempos que jà là vão
A saudade ficou marcada
Tenho no meu pobre coraçâo
O desejo e a paixão
De recordar a terra amada

Pra ti sempre voltarei
P'ràs caminhadas poder dar
Jamais te esquecerei
Alentejo te amarei
Ande eu por onde andar !!!!

M.Medeiros
 
 

20
Mar11

HOJE DIA 20.03.2011 NO CENTRO COMERCIAL COLOMBO EM LISBOA NAO PERCA !!!

silvia

 

ALMODOVAR -DESCOBRIR OUVIR E SENTIR
Depois do sucesso no Forum Algarve em Faro ,o Municipio de Almodôvar vai repetir a acção de promoção do que melhor se faz em Almodôvar no dia 18 ,19,e 20 de Março .Desta vez no movimentado Centro comercial do Colombo .Os produtos tradicionais os usos e costumes e as vozes de Almodôvar
As Flores do Campo de Almodôvar vão mostrar as suas vozes
Não perca esta tarde em Lisboa

17
Mar11

Pão Alentejano

silvia

Pão Alentejano

INGREDIENTES
2,5 kg de farinha
50 gr de sal grosso
125 gr de fermento de padeiro
1,5 l de água
MODO DE PREPARAÇÃO
Põe-se a farinha num alguidar suficientemente grande.
Abre-se no centro da farinha um buraco, onde se deitam 2 l de água morna com o sal. Mistura-se bem o fermento na água. Mexe-se a farinha até que esta ensope totalmente a água. À medida que se amassa, sempre que a massa borbulhar, borrifa-se com água tépida. Deixa-se a massa em descanso a levedar, cobrindo o alguidar com um pano. Em levedando (crescendo) 2 a 3 cm no alguidar, tendem-se os pães.
Cozem-se em forno bem quente durante, mais ou menos, 1 hora.

 

17
Mar11

Saudade

silvia

 

Saudade

Que beleza e nostalgia
Ver o findar do dia
Do cimo de uma serra
A noite cobre-nos com seu manto
O céu estrelado é um encanto
É assim a minha terra

O luar é uma beleza
Que não existe de certeza
No lugar onde eu moro
Se existe eu nuca o vi
E quando me lembro de ti
Com saudade as vezes choro

Hoje vivo amargurado
Por um dia te ter trocado
Por uma triste ilusão
Vivo no mundo perdido
Numa vida sem sentido
Preso à recordação

Só a esperança me guia
Dá força e dá energia
É poder um dia voltar
Ter uma casa branquinha
Linda como uma capelinha
E lá meus dias findar

Joaquim Loução

16
Mar11

Carnaval de Almodôvar foi “o melhor de sempre”

silvia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Na passada terça-feira realizou-se a festa de Carnaval em Almodôvar.

 A festa de Carnaval em Almodôvar, como já vem sendo tradicional, voltou este ano a animar as ruas da vila que se encheram de foliões e muito público, comprovando indubitavelmente que o Desfile de Carnaval em Almodôvar é já um dos principais corsos carnavalescos de todo o Alentejo.

O desfile do passado dia 8 de Março teve início na Praça da República, pelas 15:00 horas, foi animado pelos ritmos dos espanhóis La Movida e da Companhia Artelier?, e contou com a participação de mais de 700 foliões que desfilaram a pé e em carros alegóricos, vindos não só das várias freguesias do concelho como também de outros pontos do país, e que fizeram questão de se juntar à festa almodovarense.

Apesar das ameaças de chuva, as ruas de Almodôvar encheram-se de gente numa vasta moldura humana, com milhares de pessoas a assistir à passagem do corso carnavalesco. O resultado foi uma festa onde reinou a animação, mais uma vez, como aliás vem sendo tradição em Almodôvar, cheio de crítica social, caricaturas, imaginário popular, cor, ritmo, e muita boa disposição.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D