Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MEU ALENTEJO

ESTE BLOG E DEDICADO AO ALENTEJO E A MINHA TERRA QUE SE CHAMA "ALMODÔVAR"

ESTE BLOG E DEDICADO AO ALENTEJO E A MINHA TERRA QUE SE CHAMA "ALMODÔVAR"

MEU ALENTEJO

21
Abr12

Cozido de grãos a Alentejana **

silvia

Cozido de grãos a Alentejana**

Para 4 pessoas

250 g de grão;
1 fatia de abóbora-menina;
1 cebola pequena;
300 g de carne de borrego para cozer;
100 g de toucinho;
½ chouriço de carne (linguiça);
½ farinheira;
½ chouriço de sangue;
200 g de pão caseiro (duro para as sopas);
Sal;
2 ramos de hortelã

Põe-se o grão de molho em água durante 12 horas. Passado esse tempo, coze-se o grão. Numa panela com água suficiente, juntam-se a carne, o toucinho, o chouriço, a farinheira e os outros ingredientes, deixa-se cozer na panela de pressão durante uma hora. Seguidamente, corta-se o pão em fatias finas (sopas). Coloca-se o pão numa tigela funda, em cima pomos os dois ramos de hortelã e depois junta-se o caldo do cozido, a ferver. Numa terrina deita-se o cozido de grão com os restantes ingredientes. Bom apetite!

21
Abr12

Encharcada *

silvia

Encharcada *

Para 8 pessoas 
  0,5 kg de açúcar
 20 gemas e 4 ovos inteiros
 2 dl de água Canela em pó 

Põe-se o açúcar ao lume num tacho de fundo grosso, juntamente com a água até fazer ponto de pérola. Entretanto separam-se as gemas das claras, juntam-se os ovos inteiros, batem-se ligeiramente com um garfo e passam-se pelo passador. Juntam-se os ovos à calda e mexem-se com uma colher de pau até cozerem. Deitam-se num prato que possa ir ao calor e deixam-se 15 minutos sob o grelhador para dourar. Serve-se o doce frio, polvilhado de canela.

21
Abr12

Canção para o Alentejo

silvia

Através deste blog tento chegar não só aos Alentejanos espalhados pelo mundo inteiro, mas também àqueles que se apaixonaram por este cantinho maravilhoso que e o 

           

" ALENTEJO " !!
 
 
 
Canção para o Alentejo
Alentejo, Alentejo,
Vastidão de Portugal
Futuro, continental!
Terra lavrada, que vejo
A ser mar mas sem ter sal.
Ondas de trigo maduro
Onde mais ninguém se afoga:
Danças alegres da roga
Que vindima no meu Doiro
E vem colher o pão loiro
Da inteira fraternidade
Que falta a esta metade
De coração largo e moiro...
(Miguel Torga)

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D