Segunda-feira, 30 de Agosto de 2010

ALENTEJO

ALENTEJO

Campos verdes que procurais uma definição pátria
Para a beleza que exalais
Que a vida germinada de vós
Exalte a grandeza desse imenso sonho colectivo
De dividir o trigo pela enxada!

Nas searas verdejantes
Nos montes batidos pelo sol
Da terra constante e vermelha
Como se o caudal da distância
Se derramasse em sangue pelo vosso povo
Ergue-se o grito suado
Como sinónimo da vida que rebenta em cada ramo
Hino de terra remexida
Alardeando a longevidade do Alentejo!

Aqui
A copa das árvores brinca com as nuvens
As urzes derramam em sombras o deleite
No desaguar perpétuo das espigas maduras

Oh terra!
Abri-vos ao apelo lançado pelas formosas cegonhas
Que planam pelo mais profundo da consciência!
Recordai neste sonolento passar do tempo
A pressa das sementes geradas no pão moído
Nos ancestrais moinhos de vento!
Que estes arrozais acordem
Para que numa opereta de Sado
Guadiana Mira e Atlântico
Ressurjam do mar os guardiões rochedos
Que colonizam a Vicentina Costa!
Que os estranhos corséis do passado
Trespassem com a mesma espada de sangue
A seiva brotada destes pinheiros mansos!

Acordai caótica árida beleza!
A melodia que se liberta dos grãos de areia
São hosanas
Na voz dos homens e mulheres que te bradam
Num conjunto total sonhador e profético!
Acordai oh vento cearense e cálido!
Conta as aventuras dos teus filhos em luta
Pelas pedras húmidas das ribeiras claras!

Levanta-te da laje fria Catarina!
Traz no regaço um filho e uma foice
No arado guerrilheiro
No grito de justiça
Na rendição serena das oliveiras negras!
Que Aljustrel produza
Gomas de encanto e fortuna
Com que amamente de sonhos
O suor toupeira dos seus homens!

Cantem os sobreiros a dança da chuva
Na aridez ainda desértica do próprio grito
Que se ergue na gravidez da terra!

Para quando a promessa de um acto de coragem
Que faça rejuvenescer na alma a certeza
Dos costumes de cortiça desta gente?

António Casado


 livro de poemas CLAMOR DO VENTO, com o poema intitulado ALENTEJO 

0-glitter71.gif

 

 

MEU ALENTEJO:
publicado por silvia às 18:47

link do post | comentar | favorito

♥Almodovarense de Gema ♥

♥Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

♥posts recentes ♥

1º Aniversário das Majore...

Meu rico Alentejo

Mas quem me impede de con...

Minha ,Tua ,Nossa Vila de...

NOITE DE FADOS EM ALMODOV...

QUEM NAO CONHECIA O TIO A...

Desejo um Feliz Natal e u...

Magia de Natal 2016 na mi...

Filhoses à moda de Almodô...

Mensagem de Natal do Exmo...

♥arquivos♥

♥últ. comentários ♥

Eu também queria um par mas tenho um pé pequeno 38...
É a receita das pironilhas?
Obrigada Silvia pelas receitas maravilhosas!Sou Al...
Ola Silvia, passei por aqui por azar, e adorei o s...
Eu agradeço a todos que visitam este meu bl...
Linda essa castanha. Onde se fabricam? Em Almodôva...
Boa noite!Cheguei ao seu espaço e nele vi, com sur...
Boa-noite Almodôvar! br > br >Boa-noite Alen...
Numa pesquisa sobre Almodôvar encontrei o seu blog...
Amigo(a) Alentejano(a):Belas e realistas quadras d...

♥pesquisar neste blog ♥