Terça-feira, 17 de Maio de 2011

Flor do cardo

Flor do cardo

João Monge / Joaquim Campos *fado tango*
Repertório de Aldina Duarte

Dói-me ser a flor do cardo
Não ter a mão de ninguém;
Tenho a estranha natureza
De florir com a tristeza
E com ela me dar bem

Dói-me o Tejo, dói-me a lua / Dói-me a luz dessa aguarela
Tudo o que foi criação / Se transforma em solidão

Visto da minha janela

O tempo não me diz nada / Já nada em mim se consome
Não sou princípio nem fim / Já nada chama por mim

Até me dói o meu nome

Dói-me ser a flor de cardo / Não ter a mão de ninguém

Hei-de ser cravo encarnado / Que vive em pé separado
E acaba na mão de alguém

 

MEU ALENTEJO:
publicado por silvia às 10:15

link do post | comentar | favorito

♥Almodovarense de Gema ♥

♥Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

♥posts recentes ♥

1º Aniversário das Majore...

Meu rico Alentejo

Mas quem me impede de con...

Minha ,Tua ,Nossa Vila de...

NOITE DE FADOS EM ALMODOV...

QUEM NAO CONHECIA O TIO A...

Desejo um Feliz Natal e u...

Magia de Natal 2016 na mi...

Filhoses à moda de Almodô...

Mensagem de Natal do Exmo...

♥arquivos♥

♥últ. comentários ♥

Eu também queria um par mas tenho um pé pequeno 38...
É a receita das pironilhas?
Obrigada Silvia pelas receitas maravilhosas!Sou Al...
Ola Silvia, passei por aqui por azar, e adorei o s...
Eu agradeço a todos que visitam este meu bl...
Linda essa castanha. Onde se fabricam? Em Almodôva...
Boa noite!Cheguei ao seu espaço e nele vi, com sur...
Boa-noite Almodôvar! br > br >Boa-noite Alen...
Numa pesquisa sobre Almodôvar encontrei o seu blog...
Amigo(a) Alentejano(a):Belas e realistas quadras d...

♥pesquisar neste blog ♥